Biografia

Escrito por Myla. Posted in Biografia

INFÂNCIA E ADOLESCÊNCIA
Tarja Soile Susanna Turunen Cabuli nasceu no dia 17 de agosto de 1977 no pequeno vilarejo de Puhos, localizado na cidade de Kitee, Finlândia. Única filha entre três irmãos, desde pequena a futura “deusa do metal” já demonstrava uma enorme paixão pela música. Ela sempre cantava em festas de família ou no coral de sua igreja, e com apenas seis anos já estudava piano clássico. Já na adolescência, Turunen dividia seu tempo entre seus estudos e trabalhando ou como garçonete ou como recepcionista em hotéis. Nessa época, começou a se interessar por canto clássico ao ouvir Sarah Brightman interpretando “The  Phantom of the Opera”. A jovem, que antes se espelhava em cantoras como Whitney Houston e Aretha Franklin, ficou impressionada com o alcance vocal da intérprete e resolveu se dedicar a este tipo de canto. Sendo assim, com apenas quinze anos, Tarja mudou-se para Savonlinna, para estudar canto clássico em Savonlinna Senior Secondary School of Art and Music.

NIGHTWISH
Aos dezoito anos, ela ingressou na Academia Sibelius de Artes, onde começou a aprofundar seus estudos em canto lírico e música de câmara. Foi nessa época em que a aspirante a cantora recebeu  um convite que mudaria sua vida. Seu antigo amigo de infância, o tecladista Tuomas Holopainen, a convida para participar de um projeto acústico, juntamente com o guitarrista Erno Vuorinen (Emppu). Tarja aceitou o convite, e surpreendeu os colegas ao cantar no estilo clássico as composições criadas por Tuomas. Como a voz da jovem soprano era potente demais para músicas acústicas, logo surgiu a idéia de trocar os violões por guitarras distorcidas, e fazer um som mais voltado para o metal.  Os três gravaram uma demo intitulada “Nightwish”, na qual havia uma música de mesmo nome. Tuomas acabou gostando do nome, e resolveu batizar a recém-formada banda de “Nightwish”. Neste mesmo período, Tarja começava a dar seus primeiros passos como cantora clássica, intrepretando algumas canções de Verdi e Wagner no Festival de Ópera de Savonlinna.

ANGELS FALL FIRST/ OCEANBORN / WISHMASTER

Em 1997, a banda lança seu primeiro álbum intitulado “Angels Fall First”. Contrariando as expectativas da crítica e de sua própria gravadora, o álbum foi bem recebido pelo público, mas o sucesso mundial  só viria com o segundo trabalho, ”Oceanborn”. O disco, lançado em 1998, é considerado até hoje como um dos melhores da carreira dos finlandeses, e atingiu em cheio as paradas de sucesso de sua terra natal, fazendo com que Nightwish conquistasse seus primeiros discos de ouro. Mesmo com todo o sucesso do grupo, Tarja não desistiu do seu sonho de se tornar uma cantora clássica, conciliando seus estudos na faculdade com a banda. Em 2000, o grupo lança seu terceiro trabalho, ”Wishmaster”,   outro disco considerado clássico por admiradores. Estreando direto no primeiro lugar das paradas finlandesas, o álbum vendeu mais de 150 mil cópias, fazendo com que o Nightwish fizesse sua primeira turnê mundial, passando pela Europa e pela América Central e Sul, incluindo o Brasil. Foi durante essa turnê que Tarja conheceu seu atual marido e empresário, o argentino Marcelo Cabuli.


FROM WISHES TO ETERNITY/ OVER THE HILLS AND FAR AWAY / CENTURY CHILD
Em 2001, a banda lança seu primeiro DVD/CD ao vivo, “From Wishes to Eternity”, e um EP intitulado “Over The Hills and  Far Away”, que continha algumas novas canções, além da faixa-título, que na verdade se trata de um cover de Gary Moore.
Nessa época o Nightwish quase chegou ao fim devido a problemas internos, que culminaram na demissão do baixista Sami Vänskä e uma mudança no time de empresários. Nesse mesmo período, Turunen mudou-se para Alemanha para estudar canto na Universidade de Música de Karlsruhe, além de participar do projeto ”Infinity”, idealizado pelo baixista argentino Beto Vázquez. Foi ainda morando na Alemanha que Tarja gravou seus vocais para o quinto disco do Nightwish, “Century Child”. O álbum foi um sucesso instantâneo, vendendo mais 350 mil cópias, além de render mais uma turnê mundial para a banda, passando novamente pelo Brasil.
Além dos shows com o Nightwish, Tarja veio à América do Sul para divulgar o elogiado projeto “Noche Escandinava”, no qual ela e mais alguns cantores clássicos interpretavam canções escandinavas, acompanhados somente de uma pianista. Tanto sucesso na vida profissional parece ter se estendido à vida pessoal da cantora, e em 2003 ela se casa com o empresário Marcelo Cabuli, a quem ela chama de “alma gêmea”. Porém nem tudo eram flores para a finlandesa; a mãe de Tarja, que há muito tempo lutava contra um câncer de mama, viria a falecer naquele mesmo ano.

ONCE E O FIM DE UMA ERA
Em 2004, o Nightwish lança seu sexto álbum, “Once”, que chegou a disco de ouro no mesmo dia de seu lançamento na Finlândia, e logo se tornou um sucesso mundial. Estima-se que Once tenha vendido mais de um milhão de cópias ao redor do mundo, tornando-se um dos álbuns mais bem-sucedidos da história do país. O grupo saiu em turnê novamente, passando pelo Brasil duas vezes: uma no final de 2004 e outra em 2005 para o festival Live’n Louder. Mas por trás de tamanha popularidade, se escondia uma banda que vivia vários problemas internos que viriam à tona no final de 2005, fazendo com que a vida de Tarja nunca mais fosse a mesma.
Tarja conta que, após o último show da turnê “Once upon a Tour” – registrado no DVD “End of an Era” - ela foi chamada ao camarim pelos outros membros da banda  para um abraço coletivo, como  sempre costumavam fazer antes de cada apresentação. Depois disso, Tuomas lhe entregou uma carta que havia sido escrita para ela, porém pediu à cantora que a lesse somente no dia seguinte. A soprano atendeu o pedido do tecladista, e no dia seguinte Tarja descobriu que aquela era, na verdade, uma carta de demissão. O que ela não sabia é que a mesma carta já havia sido postada no site oficial da banda na noite anterior, fazendo com que seu servidor entrasse em colapso devido a tantos acessos de uma só vez. O conteúdo da carta é extremamente polêmico, não só pelo fato de expulsar a vocalista, como também pelos motivos alegados pelos membros remanescentes para tal decisão. Tuomas afirma que Tarja não estava mais tratando os fãs com o respeito que mereciam, e que o dinheiro havia se tornado mais importante para ela do que sua paixão pela música. O líder do Nightwish também acusa o marido da cantora, o empresário Marcelo Cabuli, de tê-la transformado em uma “diva” e termina a carta alertando sua amiga de infância de que “diferenças culturais combinadas com ambição, oportunismo e amor formam uma combinação perigosa”.
A vocalista rebateu veementemente todas as acusações feitas contra ela e Marcelo, afirmando que seus ex-companheiros colocaram “palavras em sua boca e sentimentos em seu coração” e que jamais desrespeitou ou negligenciou seus fãs. Ela revela que ficou chocada ao ler a parte sobre as supostas “diferenças culturais”, mas que seu primeiro pensamento não foi nem em seu marido, e sim na reação dos fãs latinos ao lerem aquelas palavras. Turunen alega que os membros do Nightwish atribuíram problemas que já existiam dentro da banda ao seu casamento e amor por Marcelo, e disse ter ficado extremamente magoada com a maneira escolhida por eles para a demitirem da banda.
O episódio causou um verdadeiro furor na imprensa mundial e nas redes sociais, além de ter sido um dos momentos mais difíceis da vida da cantora. Tarja afirma não ter tido mais contato com nenhum membro do Nightwish desde então.

RECOMEÇO/ MY WINTER STORM / PARTICIPAÇÕES ESPECIAIS
A separação abrupta com o Nightwish trouxe grandes dificuldades à finlandesa, porém forneceu o impulso necessário para que Tarja começasse a construir sua carreira solo.  Ela já havia lançado um EP natalino em 2004 chamado “Yhden Enkelin Unelma”, muito bem-sucedido em sua terra natal, e em 2006 lançou mais um projeto natalino, intitulado "Henkäys Ikuisuudesta". Depois de dois lançamentos de sucesso e uma belíssima participação em um concerto beneficiente da Unicef, Tarja começou a trabalhar em seu primeiro álbum solo. Lançado em 2007, "My Winter Storm" é uma mistura de Heavy Metal com trilhas sonoras de filmes, e conta com a participação especial do guitarrista Kiko Loureiro em algumas faixas. O trabalho foi muito bem recebido pelo público, conquistando discos de ouro na Alemanha, Rússia, Hungria e República Tcheca, além de um disco de platina na Finlândia.
Ainda em 2007, Tarja cantou na cerimônia de comemoração do 90º aniversário de independência da Finlândia, realizada no palácio presidencial. O evento foi transmitido em rede nacional, com uma audiência estimada em 2.000.000 de pessoas, fazendo que Tarja fosse oficialmente reconhecida como “A voz da Finlândia”. No mesmo período, a campeã de boxe Regina Halmich, utilizou como tema de sua luta pelo título mundial na categoria peso pena o hit “I Walk Alone”, o primeiro single da carreira solo de Tarja.
Em 2008, Turunen inicia um extensa turnê mundial para divulgar seu novo disco, passando pela Europa, EUA e América Latina. Durante a turnê sul-americana, Kiko Loureiro assumiu o posto de guitarrista, tocando ao lado de musicista em solo brasileiro. Ainda no mesmo ano, Tarja fez uma participação especial no show de comemoração de 25 anos de carreira da cantora Doro Pesch, interpretando duas músicas: “Walking With The Angels” e “The Seer”. Esta última trata-se de uma faixa bônus do "My Winter Storm", e seria mais tarde relançada me um EP homônimo, contando dessa vez com os vocais de Doro.
A soprano também lançou o "My Winter Storm Limited Edition", que continha músicas inéditas como “Enough” e “Wisdom Of Wind”. “Enough” também foi lançada em formato digital e já vinha sendo executada durante os shows da turnê. Chegou a ser gravado um videoclipe para a música, porém, devido a contratempos na pós-produção, o vídeo acabou não sendo lançado. Em fevereiro de 2009, Tarja anunciou que estava trabalhando em seu segundo projeto solo, intitulado "What Lies Beneath".

WHAT LIES BENEATH / HARUS / PROJETOS PARALELOS

O sucesso de seu primeiro álbum fez com que Tarja tivesse mais confiança e autonomia para trabalhar em seu segundo disco como cantora solo. Lançado em 2010, "What Lies Beneath" é mais pesado que "My Winter Storm", porém com a mesma influência de trilhas sonoras. Tarja assina não só todas as composições, como também a produção do álbum, que contou com várias participações especiais, sendo a principal delas a do renomado guitarrista Joe Satriani, na canção “Falling Awake”. O disco foi um grande sucesso nas paradas européias, estreando em primeiro lugar no Top 50 italiano, além de ter também estreado em 6º lugar na Finlândia e em 24º no Top Heatseekers - parada da Billboard americana que lista novos artistas em desenvolvimento. Ainda em 2010, o álbum ocupou o 13º lugar na lista da Billboard dos 100 álbuns mais vendidos do ano na Europa. No Brasil, "What Lies Beneath" tornou-se um dos discos de metal mais vendidos do ano, e o videoclipe de “Until My Last Breath” ocupou várias vezes a primeira posição da parada da MTV Brasil.
Tarja embarcou em mais uma extensa turnê mundial para divulgar o álbum, passando pelo Brasil três vezes: a primeira no começo de 2011, a segunda para uma parceria com o Angra no Rock in Rio – um show que se tornou polêmico devido a péssima qualidade de som e amadorismo por parte da produção do festival – e a terceira no começo de 2012. Poucos dias antes da última parte da turnê brasileira, a cantora gravou um DVD ao vivo, chamado "Act I", em uma casa de ópera localizada na cidade de Rosário, na Argentina. O material foi lançado em agosto do mesmo ano.
Durante a turnê de divulgação de "What Lies Beneath", Turunen também se dedicou a outros projetos musicais. Ela iniciou uma parceria com o amigo e baterista Mike Terrana, chamada Beauty and the Beat, que tem como objetivo promover apresentações onde se misturam música clássica e rock. A musicista também aproveitou essa reaproximação com suas raízes clássicas para lançar o projeto Harus, uma parceria com os músicos que acompanham Tarja em suas tradicionais turnês natalinas. O primeiro registro da banda foi lançado no final de 2011, e trata-se de um concerto de natal gravado ao vivo, na Finlândia. Apesar do primeiro CD/DVD do Harus ter esta característica sazonal, a ex-Nightwish garantiu que este não é mais um projeto natalino, e que o grupo lançará composições próprias.
No mesmo perído, a cantora anunciou mais um projeto paralelo, intitulado “Outlanders”, um trabalho em conjunto com o produtor alemão Torsten Stenze. A faixa-título do trabalho foi divulgada durante o "Paulo Coelho Day", um evento gratuito realizado na Finlândia para os fãs do escritor brasileiro. Tarja afirma ser uma grande admiradora do autor e recebeu autorização do próprio para utilizar trechos de suas obras na canção. A julgar pela música de estréia, Outlanders promete ser um projeto mais voltado para a música eletrônica e experimental.
Atualmente, Tarja está trabalhando em seu terceiro disco solo, ainda sem título definido, que será lançado em 2013.