2018 - Radio Rock Resumo

Escrito por Julia . Posted in Entrevistas

Tradução do resumo feito pelo Tarja Turunen Suomi da entrevista em Finlândes para a Radio Rock.

Tarja foi entrevistada esta manhã pela Radio Rock. Uma ideia sobre o que ela falou:

Tarja gosta de Rammstein, o que vai de encontro às expectativas dos entrevistadores, mas não gosta de Jaloviina.

É mais fácil cantar para um grande público do que para um pequeno (show de Londres, para o Act II), mas foi maravilhosa ver as reações de um público pequeno às novas músicas.

Um público maior tem uma energia diferente, de massa.

Ela sofre de enxaqueca e às vezes tem um balde no lado do palco, caso precise vomitar.

Ela ama a liberdade que tem na carreira solo e não abriria mão disso; demorou anos para que encontrasse a coragem que tem agora; Tarja só encontrou sua certeza artística há dois álbuns.

O contraste entre o clima de Kemi e o do Líbano onde aparentemente faz 50 graus, mas ela não abre mão do seu figurino. Os entrevistadores estão impressionados, Harri comenta a atitude da moda acima do conforto.

Harri salienta que Tarja tem muitos shows por vir e pouco tempo de folga; Tarja brinca para ele não dizer isso muito alto. Todos concordam que não faz muito sentido, mas ela diz que é o que é, tem que fazer shows quando pode.

Tarja trocou e-mails com Tuomas, mas não tem certeza se eles poderiam ser amigos. Talvez seja tarde demais.

Harri elogia a tattoo de Tarja e ela conta que a fez em Buenos Aires, antes de se mudar, para ter algo de sua cidade na pele.

Harri: Kotipelto fez algo que eu, e Tarja Turunen também, não fizemos. Ele fez um show para o presidente da Rússia, Dmitry Medveev quando este assumiu brevemente o cargo.

Tarja: sério? Eu fui convidada para cantar para o Putin há algum tempo; eu fui, mas ele não.

Harr: Uau, e como foi?

Tarja: Foi uma das experiências mais esquisitas que já tive. Na Rússia, as mulheres são muito bonitas, altas e magras. O palco era muito pequeno e a banda tinha que caber nele. Era um show privado, Putin deveria estar lá com outros políticos, em Sochi, Rússia. O espaço era pequeno, mas tinha uma passarela no meio; e aquelas mulheres absolutamente lindas que estavam perto jogaram pétalas de rosas quando entrei. Eu fiquei tipo “não, isso não pode estar acontecendo, alguém me tira daqui!”, quando você está lá, tendo 1,65 de altura...

Kim: usando calças e couro!

Harr: sim, Tarja Turunen, é tão difícil olhar para você.

Kim: talvez seja por isso que estou olhando para a mesa...

Harr: qual é, você é uma das pessoas mais bonitas que conheço.

Tarja: não seja ridículo...apenas...

Kim: minha esposa é mais bonita (risos).

Tarja: apenas...

Kim: ela está brava com quem de nós?

Harr: Então, Putin deveria estar lá, mas...

Tarja: Nunca apareceu. Talvez tenha sido algo bom.